As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolsonaro não está contaminado

Quando foram detectados os primeiros casos de coronavírus no Brasil, presidente deu de ombros, mas depois de ser examinado e, mesmo não tendo sido infectado, resolveu levá-lo a sério e desaconselhou ato

José Nêumanne

14 de março de 2020 | 22h17

A primeira reação de Bolsonaro foi desprezar o coronavírus como “gripezinha”, mas depois da contaminação de companheiros de viagem a Flórida parece que caiu na real. Foto: Adriano Machado/Reuters

Jair Bolsonaro não está contaminado. Mesmo tendo convivido de muito perto com o secretário especial de Comunicação de seu governo, Fábio Wajngarten, com quem viajou para os EUA, o presidente da República não foi contaminado pelo Covid-9. Mas o vírus egresso da China continua fazendo estragos pelo mundo nesta sexta-feira 13. A Espanha está prestes a adotar a quarentena nacional. A França fechou três de suas maiores atrações turísticas: a Torre Eiffel, o Louvre e o palácio de Versalhes. A Bolsa de São Paulo interrompeu duas vezes o pregão e fechou com queda de 14,78%, a maior desde 1998. Antes de encerrar este vídeo, acompanhei a notícia de que houve recuperação das perdas da quinta-feira, mas o dólar, que chegou à cotação de R$ 4,79 no dia anterior, fechou em alta. A situação chegou a ponto de o governo recomendar que idosos não tenham contato com crianças. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.