Bolsonaro introduz política nos quartéis

No meio das crises sanitária, econômica e mortuaria, presidente achou pouco e demitiu o ministro da Defesa, general Azevedo, criando de graça tremendo mau estar no estamento militar

José Nêumanne

30 de março de 2021 | 22h28

O general Fernando Azevedo foi exonerado do ministério da Defesa por não ter cedido ao capricho de Bolsonaro de afastar do comando do Exército o general Pujol. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro demitiu o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, porque ele não se submeteu a ordens para incorporar as Forças Armadas a seu projeto político pessoal. Eliane Cantanhede escreveu o artigo “Basta!”, em que afirmou: “Demorou, mas Azevedo e Silva cansou e ele não está sozinho ao negar ao presidente um alinhamento automático que engula os brios e os princípios das Forças Armadas para participar de qualquer tipo de ameaça ao País. Além de agir em acordo com o comandante Edson Pujol e o Alto Comando do Exército, o general teve apoio durante todo esse tempo também das duas outras Forças.” Mesmo sem ter ideia de quem seja o príncipe di Salina, protagonista do romance O Leopardo, de Giuseppe di Lampedusa, o presidente aprendeu mudar um pouco para não ter que mudar tudo”.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-300321-direto-ao-assunto

 

Assuntos para comentário na segunda-feira 29 de março de 2021

1 – Haisem – Centrão e empresários dão ultimato a Bolsonaro em meio às crises no País – Esta foi a manchete do Estadão na edição impressa de ontem e continua como título de destaque no Portal hoje – Você acha que este é o caminho certo para amenizar os efeitos da crise sanitária e dos conseqüentes recessão econômica e caos mortuário no Brasil

2 – Carolina – Estados têm risco de “apagão” de profissionais nas UTIs – Esta é a manchete da edição do jornal hoje nas bancas e para assinantes. Que causas e conseqüências a concretização do colapso anunciado da saúde pública brasileira tinham, têm e terão para o cotidiano de nosso povo

3 – Haisem – Araújo ataca Kátia Abreu e eleva a tensão no Senado – Este é o tíulo de uma chamada de primeira página ao lado da manchete no Estadão de hoje. O que ainda sustenta em seus cargos públicos o chanceler e o assessor olavista Filipe Martins, que usou gesto racista em depoimento do chefe do Itamaraty em sessão no Legislativo

4 – Carolina – “Pedalada” no Orçamento deve parar no TCU – Este é o título de uma chamada na primeira página do jornal de hoje. Será que o que foi fatal para derrubar Dilma Rousseff terá ou não o mesmo efeito em relação a Jair Bolsonaro, hein?

5 – Haisem – Carvalhosa: Gilmar é gabinete do ódio no STF – Este é o título do vídeo da série Nêumanne entrevista, esta semana no Blog do Nêumanne do Portal do Estadão, com o professor da USP e especialista em corrupção. O que você tem a nos oferecer de spoiler a respeito desse assunto

6 – Carolina – Deonísio nos bastidores da literatura – Este é o título do vídeo da série Dois dedos de prosa, no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão, com depoimento do professor de literatura que apresenta um programa diário de rádio sobre a origem das palavras e expressões da língua portuguesa. Para que assuntos nesse programa você chama nossa atenção

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.