Bolsonaro faz pacto com Toffoli

Bolsonaro faz pacto com Toffoli

Presidentes da República e do STF celebraram acordão que começou com MPF proibido de processar filhote Flavinho, continuará com fritura secreta de Moro e terminará com boicote a combate à corrupção

José Nêumanne

16 de agosto de 2019 | 17h17

Tudo já estava em clima de paz e amor quando Jair convidou José para um congraçamento no café da manhã em 30 de maio com bancadas femininas no Congresso. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Numa reportagem espetacular da revista Crusoé, Caio Junqueira e Fábio Serapião relataram o pacto secreto entre Jair Bolsonaro e Dias Toffoli que resultará no abandono pelo presidente da República do combate à corrupção, um dos pilares de sua campanha presidencial. A primeira vítima será o ministro da Justiça, Sergio Moro, pois o chefe do governo critica na ausência e aparece depois para afagá-lo em público. A cereja desse bolo envenenado já foi anunciada por mim há algum tempo: a indicação do advogado-geral da União, André Mendonça, para a vaga de Celso de Mello no STF, antes prometida para o ex-juiz da Lava Jato. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.