Bolsonaro em Davos

Bolsonaro em Davos

Bolsonaro rebateu críticas contra postura brasileira em questões ambientais lembrando que nossa floresta tropical continua imensa e reconheceu que nossa economia fechada precisa ser aberta. Isso mesmo!

José Nêumanne

23 de janeiro de 2019 | 18h30

Bolsonaro com o primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe em Davos, onde fez gol num dia e pisou na bola no outro. Foto: Alan Santos/PR

No Fórum Econômico Mundial em Davos, o presidente Jair Bolsonaro fez um discurso curto, assertivo e simples, chamando a atenção para o fato de o Brasil ter preservado a Amazônia até hoje, ao contrário dos países ricos. E também para a necessidade da abertura econômica de nossa economia, ainda muito fechada. Mas cometeu o vexame de, além de faltar à entrevista coletiva agendada, impedir que ministros Moro e Guedes fossem. Lá também disse que seu filho Flávio tem de enfrentar os problemas detectados pela Justiça e que só pode lamentar como pai. Pretensões de ser presidente do Senado de Renan Calheiros foram prejudicadas por informação de que propina ao MDB para apoiar Dilma foi paga na residência oficial da presidência da Casa. E será que a delação de Leo Pinheiro, agora homologada, ainda contém a informação sobre Dias Toffoli que a manteve todo tempo adiada? Se gostar deste vídeo, por favor, dê um like, compartilhe no Facebook e no Twitter, se inscreva no meu canal e clique no sininho se quiser ser avisado quando gravar os próximos. Direto ao assunto,. Inté. E Deus é mais.

Para ouvir clique aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.