Bolsonaro é um mau negócio

Apostar qualquer coisa no atual desgoverno governo brasileiro fracassando na guerra contra a pandemia e afundando na crise econômica passou a ser investimento de risco muito além do insuportável

José Nêumanne

26 de março de 2021 | 20h03

Bolsonaro mantém o vaivém de sempre: num momento finge ser um presidente sério e responsável e no dia seguinte aposta na algazarra, na aglomeração e no pandemônio generalizado. Foto: Marcos Correa/PR

1 – O desgoverno de #jairbolsonaro é um mau negócio, segundo constatou um empresário lúcido, que atribui a essa evidência as ameaças cada vez mais explícitas do chefão do Centrão, #arthurlira, sobre a hipótese de a Câmara vir a ser obrigada a ministrar remédios amargos para erros imperdoáveis. 2 – Observadores atentos identificaram autor secreto da denúncia do intendente incompetente #eduardopazuello, ao sair do #ministeriodasaude, em que denunciou políticos que lhe pediram “pixulecos”: o chefe dele em pessoa. 3 – Salta à vista a conclusão de que um juiz concursado e probo não pode ser condenado por #carmenlucia, procuradora sem brilho nomeada para o #stf pelo réu, #lula. 4 – Seis ex-assessores do gabinete do presidente na época de deputado devolveram 90% de seus vencimentos a gestores dos gabinetes de seus filhos #flaviobolsonaro e #carlosbolsonaro na #alerj e na #camaramunicipaldorio. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará as nossas vidas.

Para ver o vídeo no YouTube clique   aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.