As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolsonaro e seu cordão dos puxa-sacos

Sempre que produz algum disparate indefensável, presidente conta com explicações de mais aduladores do que intérpretes da assembleia-geral da ONU, sendo Guedes o mais frequente e mais mentiroso deles

José Nêumanne

07 de janeiro de 2021 | 21h47

Floriano Peixoto Neto, presidente dos Correios, Silvio,Bolsonaro e Fabio Faria, ministro das comunicações e genro do apresentador, propagador do Cordão dos Puxa-sacos. Foto: Alan Santos / PR

1 – Ao tentar corrigir disparates de Bolsonaro, Guedes lembra marchinha de carnaval de 45, cujo refrão tornou-se marca registrada de outro deles, Sílvio Santos: “o cordão dos puxa-sacos cada vez aumenta mais”. E ganha mais poder nessa república dos babões. 2 – Doria disputa o torneio de desumano da pandemia ao aumentar o ICMS. 3 – Planos de saúde aumentam seus planos castigando a classe média em plena recessão. 4 – Eduardo Bananinha é um tremendo pé frio: levou filha chamada Geórgia para adular Mike Pompeo. 5 – Presidente e vice são a quintessência da maldade adorando torturadores. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.