Bolsonaro e o Centrão praticam corrupção

R$ 3 bilhões de um Orçamento clandestino do governo federal foram empregados na compra de votos de deputados da base, para assegurar apoio a projetos de seu interesse e evitar processos de impeachment

José Nêumanne

11 de maio de 2021 | 21h16

Máquinas adquiridas com recursos atribuídos ao presidente da Câmara, Arthur Lira, foram anunciadas em Junqueiro pelo prefeito, mas, não tendo ele sido reeleito, foram devolvidas à Codevasf. Foto: Carlos Augusto / Twitter

1 – #jairbolsonaro e o #centrão se associaram na confecção de um #orcamentosecreto, que custa #R$3bilhões ao #pagadordeimpostos, repetindo #truque que levou ao #impeachment de #dilmaroussef. 2 – Só #umsexto dos mortos na #chacinadojacarezinho, no #rio, era de procurados na #operacao da #policiacivil contra #traficantes. 3 – Apenas #umaem6,5 vacinas usadas aqui é da #astrazenecafiocruz. 4 – “O #brasil virou #cemiterio e isso não ficará impune”, disse #renancalheiros, #relator da #cpidacovid no #senado. 5 – Não aceito o #pedidodedesculpas do #prefeitodorio, #eduardopaes, flagrado bebendo e cantando #semmascara em #aglomeracao. #joseneumannepinto. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará as nossas vidas.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.