Bolsonaro e a queda do PIB
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolsonaro e a queda do PIB

Apoio do povo nas ruas e cacetada da notícia da queda de 0,2% do PIB no trimestre bem que poderiam levar presidente a trilhar rumo da retomada da economia governando para todos os brasileiros e não apenas por seus apoiadores mais devotados

José Nêumanne

30 de maio de 2019 | 18h45

Bolsonaro comemora com uma garrafa de cachaça Havana, que Joice Hasselman ganhou da deputada Raquel Muniz, sua nova amizade com Toffoli. Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

No dia em que foi anunciada a retração do PIB em 0,2%, jogando no chão nossas melhores expectativas da possibilidade de uma retomada do crescimento para destravar a economia e reduzir o total trágico de desempregados, o presidente Jair Bolsonaro disse que “não existe governo bom com economia ruim.” É verdade. Reconheceu no mesmo discurso que houve quem votou nele por ser o “menos ruim, ou melhor o menos pior”. Essa constatação da realidade poderá levá-lo ao bom caminho de começar, no fim do quinto mês de gestão a, enfim, governar para todos, não apenas para seus apoiadores desde o começo da campanha, mas também pelos que o sufragaram por exclusão e até mesmo os que  não votaram nele e hoje o combatem. Este é o primeiro passo de uma caminhada que corrigirá o rumo para a redenção de nossa Pátria assustada com o quadro que se desenha como nosso destino. Direto ao assunto. Inté. Só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo no YouTube clique aqui

Tendências: