As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolsonaro devia renunciar

"E daí", disse presidente, questionado sobre Brasil haver superado China em total de mortes por coronavírus, e gracejou alegando que se chama Messias, mas não faz milagres desnecessários, bastava se aposentar

José Nêumanne

29 de abril de 2020 | 21h11

Bolsonaro fez piada sem graça sobre pandemia e depois para confirmar sua opção pela morte foi praticar tiro ao alvo em estande de tiro, Foto: Facebook

No dia em que o Brasil contabilizou mais de 5 mil mortes por coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que lamenta, mas não tem o que fazer em relação ao recorde de 474 óbitos por covid-19 em 24 horas  Sua declaração é de uma desumanidade impressionante, indo do desprezo ao humor negro: “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, disse o chefe do governo, referindo-se ao seu segundo nome. Ninguém está exigindo milagre de quem não tem nenhuma vocação para santo. Mas em nome de seu tão proclamado amor à Pátria, ele podia renunciar, por exemplo. Faria grande favor à Nação e permitiria que o general Hamilton Mourão unisse poderes e chefes de executivos federal, estaduais e municipais com a população para combater, como ele não faz,  a terrível pandemia.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na quarta-feira 29 de abril de 2020:

1 – Haisem – País passa de 5 mil mortes por coronavírus e supera a China – Esta é a manchete da edição do Estadão hoje. E a reação do presidente da República, Jair Bolsonaro, foi “E daí? Querem que eu faça o quê?” Quando será que ele vai tomar conhecimento da realidade, hein, Nêumanne

2 – Carolina – Qual é a grande novidade da política que foi anunciada como nova por Bolsonaro e seus apoiadores, mas se mostrou para lá de velha no episódio da demissão de Maurício Valeixo pelo presidente Jair Bolsonaro provocando o pedido de demissão de Sérgio Moro

3 – Haisem – Que bastidores da queda do ex-juiz Sergio Moro você tem a revelar hoje a nossos ouvintes

4 – Carolina – O que você acha que pode mudar com as investigações sobre as revelações de Antônio Palocci e as descobertas sobre os atos nada republicanos do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral

5 – Haisem – De que especificamente trata seu artigo intitulado Polícia Federal, uma santinha de pau oco, publicado na página 2 do Estadão de hoje

6 – Carolina – Notícia publicada hoje no Portal do Estadão dá conta de que o Departamento de Logística do Exército admitiu ao Ministério Público que, de fato, revogou três portarias de controle de armas e munições para “atender à administração pública e as mídias sociais”. Como diria o poeta Carlos Drummond de Andrade, “e agora, José?”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.