Bolsonaro desmoraliza o Exército

Presidente convocou ex-ministro da Saúde general para cometer infrações de natureza penal, sanitária e militar, para criar uma crise com o Exército a caminho de um autogolpe se perder na urna

José Nêumanne

26 de maio de 2021 | 21h41

Bolsonaro levou Pazuello para passear de moto no Rio e, com isso, provocar comandante do Exército a punir o convidado e criar uma mais uma crise com militares a caminho de um autogolpe. Foto: Reprodução/Facebook

1 – #jairbolsonaro levou #eduardopazuello a #comicioilegal no #rio e ambos cometeram #crimes de três tipos: #eleitoral, #sanitario e #militar; o chefe do #exercito abriu investigação a respeito, mas foi proibido pelo #presidentedarepublica de divulgar o feito, interferência indevida. 2 – Pediatra #mayrapinheiro, #secretariadegestao do #ministeriodasaude, mentiu sobre #tratecov e #cloroquina e desmentiu #exministrodasaude a respeito da data em que o #ministeriodasaude foi informado sobre o colapso de #oxigenio em manaus. 3 – Empresa que representa a #pegasus no #brasil saiu da #licitacao de #equipamentoespiao devido à interferência indevida de #carlosbolsonaro, que irritou os comandantes militares. #joseneumannepinto. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará as nossas vidas.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.