Bolsonaro controlará Câmara e Senado

Tudo dominado no Legislativo pelo presidente resultará em prêmios ao Centrão de 3 bi em emendas e 3 novos ministérios na Esplanada, além das presidências do Senado e da Câmara por Pacheco e Lira

José Nêumanne

29 de janeiro de 2021 | 19h30

General Ramos pôs seu gabinete de ministro da casa no Planalto à disposição dos candidatos de Bolsonaro às presidências da Câmara, Lira, e do Senado, Pacheco. Foto: Gabriela Biló/Estadão

Na disputa por comandos da Câmara e do Senado, o governo destinou R$ 3 bilhões para 250 deputados e 35 senadores aplicarem em obras em seus redutos eleitorais. O dinheiro saiu do Ministério do Desenvolvimento Regional. O Estadão teve acesso à planilha interna de controle de verbas, até então sigilosa, com os nomes dos parlamentares contemplados com os recursos “extras”, que vão além dos que já têm direito de direcionar. Além de verbas, o governo também tem oferecido cargos a quem aceite votar nos dois nomes do governo, segundo relatos de parlamentares.. Assim, cria a República bolsachavista brasileira. O ministro Fachin, do STF, chamou corrupção de “cupim da República”. Centrão livra Bolsonaro em troca de cargos e ganha impunidade. O mesmo vale para o PT de Lula, seu adversário ideal.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na sexta-feira 29 de janeiro de 2021

1 – Haisem – Planalto interfere em eleição e libera três bilhões de reais a parlamentares – Esta é a manchete da edição impressa do Estadão de hoje. Que conseqüências essa atitude produzirá para alterar o equilíbrio entre os três poderes da República no futuro próximo

2 – Carolina – Rombo nas contas públicas do País chega a dez por cento do Produto Interno Bruto – Este é o título de chamada no alta da primeira página do jornal hoje. Quais problemas uma notícia como essa poderá trazer para o dia-a-dia do brasileiro comum, que ainda enfrenta a dupla catástrofe da pandemia sanitária e da recessão econômica

3 – Haisem – Corrupção triunfa como “cupim”, diz Fachin – Este é o título de outra chamada de primeira página do Estadão. A que conclusões você chega depois de uma constatação tão chocante como essa, expressa por um ministro que tem tentado manter acesa a chama das conquistas do combate ao furto deslavado na gestão da República entre nós

4 – Carolina – Veículos de imprensa lançam campanha pela vacinação – Este é o título de chamada da primeira página do jornal de hoje. O que, a seu ver, inspirou o consórcio dos meios de comunicação, que supriram a lacuna de informação sobre a pandemia, produzida pela ausência do governo central, a darem sua contribuição ao esforço para convencer o povo a se imunizar contra a covid 19 no País

5 – Haisem – Liminar barra volta à escola em São Paulo; treze Estados não têm planos – Este é o título de outra chamada na primeira página do Estadão hoje. O que será do futuro dos brasileiros em idade escolar, particularmente os mais pobres, enquanto a pandemia e a crise econômica por ela produzida não nos dão trégua

6 – Carolina – O julgamento da História não basta – Este é o título do editorial que abre a página de Notas & Informações do jornal hoje, com chamada na primeira página. O que você acha dessa conclusão definitiva sobre o desempenho do governo federal e, em particular, do chefe do Poder Executivo

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.