Bolsonaro compartilha fakenews
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolsonaro compartilha fakenews

Site francês Mediapart informou que post do Terça Livre compartilhado pelo presidente em sua conta de Twitter e falso e autora da farsa é assessora de deputado do laranjal mineiro do PSL

José Nêumanne

12 de março de 2019 | 11h17

Presidente manteve acusação contra Estado e Constança memso após constatadas mentira e autoria da acusação falsa. Foto: Reprodução

O site francês Mediapart atestou em português a informação dada pelo Estadão de que o site sobre a suposta entrevista da repórter do jornal no Rio Constança Rezende é falsa e se solidarizou com ela. O editor da Record Carlos Andreazza, neto de Andreazza, ministro de Costa e Silva e Médici, informou em seu programa na Rádio Jovem Pan que a autora da mentira divulgada pelo site Terça Livre, de Allan Santos, é Fernanda Salles, assessora do deputado estadual mineiro Bruno Egler, do PSL investigado por uso de laranjas para usar ilicitamente o Fundo de Financiamento de Campanha. Ainda assim, Bolsonaro não retirou suas acusações contra a repórter e o jornal no compartilhamento de fakenews.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário de terça 12 de março de 2019

1 – Haisem – E agora que o site francês já informou que o tal post do Treça Livre era falso, como ficam o presidente Bolsonaro e seus seguidores

2 – Carolina – Até que ponto a revelação de que a autora do falso tuíte tentando comprometer a repórter do Estadão foi escrito por uma assessora de um deputado mineiro do PSL, centro de frondoso laranjal de verbas públicas suspeitas

3 – Haisem – Por que o site Terça Livre insiste em publicar tuítes falsos da jornalista Constança Rezende, apesar de já ter sido desmascarado.

4 – Carolina – Por que entidades de classe como ANJ, Abert e Aner comungam da tese de que ataques contra repórter do Estado e o próprio jornal são tentativas de reprimir a liberdade de imprensa

5 – Haisem – O que levou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a não aceitar a queixa dos colegas procuradores sobre a relatoria do ministro do STF Gilmar Mendes para os processos de Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto

6 – Carolina – Por que foi indicado para presidir a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara o deputado Felipe Francischini, filho do Delegado Francischini, que não manifesta muita simpatia pela reforma da Previdência

7 – Haisem – Que motivação levou prefeito de São Paulo a deixar a cidade em março após tirar licença remunerada por “motivos pessoais”, ou seja, secretos, ou melhor, nenhum

8 – Carolina – Dois dias antes de se completar um ano da morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, justiça manda prender PM e ex-PM pelo crime