Bolsonaro censura covid

Cumprindo ordens atabalhoadas do presidente, general intendente da Saúde deixou de dar informações essenciais sobre contágio da covid-19 no Brasil atrapalhando combate à pandemia e assombrando o mundo

José Nêumanne

08 de junho de 2020 | 21h57

Cumprindo ordens sem nexo nem razões de Bolsonaro, general intendente da Saúde, Pazuello, permanente provisório, assusta o Brasil e assombra o mundo no combate desastrado à pandemia. Foto: Gabriela Biló/Estadão

Bolsonaro usa liberdade de expressão como pretexto para defender seus apoiadores que assassinam reputações de adversários tratados como inimigos. Mas está sendo questionado por censurar dados sobre casos e óbitos da covid-19 violando a Constituição e a lei da transparência, além de atrapalhar a pesquisa científica e o combate à pandemia no Brasil. Um vilão trapalhão perverso e insensível.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da segunda-feira 8 de junho de 2020, às 19 horas, clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.