As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolsonaro assombra o mundo

Washington Post, que publicou segredos dos EUA na guerra do Vietnã e levou Nixon à renúncia com escândalo Watergate, fez editorial afirmando que presidente brasileiro é o pior governante na guerra à covid-19

José Nêumanne

16 de abril de 2020 | 21h20

Ao pressionar o ex-ministro da Saúde, Mandetta, para adotar a teoria esdrúxula do “isolamento vertical” e ir às ruas para desafiar recomendações de sua equipe, Bolsonaro dá as costas ao mundo. Foto: Marcos Pereira/Estadão

The Washington Post, o jornal americano que revelou os bastidores da guerra do Vietnã nos Papéis do Pengágono e derrubou Nixon da presidência dos EUA com as reportagens sobre o caso Watergate, escreveu em editorial que Bolsonaro é o pior dos quatro governantes que sabotam o isolamento social para reduzir velocidade de contágio do novo coronavírus, superando assim os ditadores bielorusso Lukashenko, turcomeno Berdymukhamedov e nicaraguense Daniel Ortega. E ainda apelou para Trump convencer seu amigo do contrário. Acho difícil. Em artigo na página 2 do Estado mostrei a coerência do presidente da democracia brasileira em sua guerra contra o conhecimento científico, dispondo-se até a lutar pela aprovação da “pílula do câncer”, a maior picaretagem da história da medicina brasileira, quiçá do mundo, e a desempenhar o papei de propagandista agora da dioxicloroquina contra o vírus chinês. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.