Sabotando o Brasil

Sabotando o Brasil

Derrotada nas urnas, esquerda insensata sabota o Brasil e Temer e Estados aceitam covardemente

José Nêumanne

02 de novembro de 2016 | 09h49

Escolas públicas viram QG da insensatez

Escolas públicas viram QG da insensatez

Como se fosse pouco ter que enfrentar a crise do desemprego, da quebradeira e da inflação, o povo brasileiro é obrigado a suportar o adiamento de provas do Enem para 191 mil alunos em 304 escolas públicas ocupadas em 20 Estados por manifestantes que protestam contra a necessária MP241, que obriga os governos a só gastarem o que têm, e a reforma do ensino médio, que foi defendida por Dilma na eleição de 2014 e Temer tenta implantar. Isso resulta da covardia dos poderes republicanos, que não recorrem, como deveriam, ao monopólio da força no Estado Democrático de Direito e da esquerda insensata que, mesmo depois de ser surrada nas urnas, continua boicotando o Brasil.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na quarta-feira 2 de novembro de 2016, às 7h12m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.