Boa vontade de Moro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Boa vontade de Moro

Ao contrário do que argumentou defesa de Bendine e 2ª turma do STF acatou, ex-juiz foi elogiado pelo relator da Lava Jato no STF por ter autorizado segundo depoimento fora do prazo do réu, que calou no primeiro

José Nêumanne

02 de setembro de 2019 | 21h10

Bendine não quis falar no primeiro depoimento, pediu nova chance e Moro deu depois do prazo, o que nega má vontade do ex-juiz.Foto: MPF

Neste fim de semana, O Antagonista reproduziu notícias dadas pelo comentarista do Jornal da Gazeta e colunista do UOL Josias de Souza, e elas comprometem decisivamente a decisão do trio “Deixa que eu solto” da Segunda Turma de cancelar a condenação do corrupto ex-presidente do BB e da Petrobrás, Aldemir Bendine. Cármen Lúcia, Gilmar e Lewandowski acataram recurso da defesa do réu, que exigiu mais prazo do que outros acusados que eram também delatores condenados para apresentar considerações finais. Mas o relator da Lava Jato no STJ, Félix Fisher, comentou em abril de 2018 a generosidade de Moro ao ter permitido segundo depoimento ao apenado. E não houve novidade alguma nos depoimentos aos quais seu advogado, Alberto Torón, exigiu prévio conhecimento dele. Ou não leram os autos ou agiram de má-fé, certo?

Para ouvir o comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

Assuntos para comentário da segunda-feira 2 de setembro de 2019

1 – Haisem – O que o leva a revelar que Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski não leram os autos antes de decidirem cancelar a condenação do ex-presidente da Petrobrás e do Banco do Brasil Aldemir Bendine e porem a Lava Jato e o Brasil em polvorosa

2 – Carolina – Que outra notícia dada no fim de semana trouxe mais um detalhe sobre a polêmica decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal na semana passada que põe em xeque sentença do ex-juiz Sergio Moro

3 – Haisem – Que importância tem para a discussão sobre o desmatamento da Amazônia o depoimento do madeireiro Valter Riberti que mereceu chamada de primeira página do Estadão no sábado 31 de agosto

4 – Carolina – O que explica o aumento do índice de reprovação e a queda na aprovação do presidente Jair Bolsonaro na pesquisa Data Folha publicada hoje na Folha de S. Paulo

5 – Haisem – Por que o presidente Jair Bolsonaro insistiu em anunciar que seu indicado para substituir Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal será o advogado-geral da União, André Mendonça, e não o ministro da Justiça, Sergio Moro, 15 meses antes da aposentadoria do decano

6 – Carolina – Agora que a Veja descobriu o paradeiro do ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro Fabrício Queiroz cessaram os mistérios a respeito do relatório do Coaf sobre suas movimentações bancárias atípicas na administração da contabilidade do gabinete na Alerj

7 – Haisem – O que você acha da revelação de que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, confidenciou a um deputado que a Câmara deveria abrir uma CPI sobre o que chamou de crimes de Sergio Moro e Deltan Dallagnol nos processos da Operação Lava Jato em Curitiba

8 – Carolina – Você se surpreendeu com a notícia dada na primeira página da Folha de S. Paulo hoje sobre o estado deplorável da bilionária obra da transposição do Rio São Francisco no sertão do Nordeste

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.