Bebianno e os Bolsonaro mentiram
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bebianno e os Bolsonaro mentiram

Bebianno, Jair e Carlos Bolsonaro mentiram no capítulo final da demissão do ex-secretário-geral da Presidência e governo perde feio na votação na Câmara do projeto que aumentava sigilo de documentos oficiais

José Nêumanne

20 de fevereiro de 2019 | 10h59

Vereador Carlos Bolsonaro, que o pai presidente chama de Zerodois, de volta à Câmara Municipal do Rio na terça 19. Foto: Wilton Jr./Estadão

A demissão de Bebianno da secretaria-geral da Presidência é um amontoado de mentiras. Bebianno mentiu quando disse ao Globo que  estava tudo bem entre ele e Bolsonaro e, depois, quando disse que continuava leal ao ex-chefe quando divulgou os áudios que mostraram que Carlos e Jair mentiram quando o chamaram de mentiroso, pois eles provavam que de fato conversou por WhatsApp três vezes na terça-feira passada. Estes também faltaram com a verdade quando associaram a decisão ao laranjal do PSL em Pernambuco, pois o filho sempre ao lado queimou o ex-secretário desde que ele foi nomeado para o cargo no Palácio. Revelados, os áudios não revelaram nada de novo nem relevante. Se gostar do vídeo, dê um like, clique no sininho para ser avisado quando publicar os próximos, inscreva-se no meu canal e compartilhe em Twitter e Facebook. Direto ao assunto, inté e só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo no YouTube clique aqui