As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

BB e CEF na Justiça contra Odebrecht

Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal entraram na Justiça contra recuperação judicial em condições muito favoráveis que Odebrecht conseguiu num escândalo similar à própria corrupção

José Nêumanne

04 de outubro de 2019 | 20h53

Líder o cartel de empreiteiras corrupteiras, Odebrecht conseguiu do juiz de Falências de São Paulo aprovação em um dia de plano de recuperação sem previsão de pagar dívidas. Foto: Cassiano Rosário

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal pediram à Justiça a suspensão da recuperação judicial concedida pelo juiz João Rodrigues de Oliveira Filho em condições pra lá de favoráveis ao grupo Odebrecht no maior valor da História do Brasil, R$ 98,5 bilhões. O plano não previa o pagamento das dívidas. A empreiteira corrupteira provocou prejuízos a outro banco público, o BNDES, de R$  9,8 bilhões, mas até agora a empresa não contou que providências tomará para pagar as dívidas, tomadas sem garantia nenhuma.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: