As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Até quando clonarão celulares?

Joice denunciou clonagem do celular via Telegram à PF, que ainda não divulgou resultado de sua investigação sobre mensagens divulgadas pelo site Intercept, editado pelo advogado americano Glenn Greenwald

José Nêumanne

22 de julho de 2019 | 21h30

Líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann denunciou clonagem de seu celular no aplicativo russo Telegram, o mesmo usado para invadir os de Moro e Dallagnol. Foto: Dida Sampaio

A denúncia da líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), de que seu celular foi clonado e, para isso, criminosos usaram aplicativo russo Telegram que ela não usa desde a época da campanha em outubro do ano passado, é gravíssima. E a Polícia Federal precisa apurar rapidamente mais esse delito para evitar que se torne banal no Brasil. Até agora não se sabe como o site The Inercept Brasil tem lançado mão de supostas mensagens entre o ministro Moro, o procurador Dallagnol e outros agentes da lei no combate à corrupção, apesar da desenvoltura como o conta-gotas de seu editor, o advogado americano Glenn Greenwald, continua divulgando suas interpretações, apesar de nunca ter submetido nenhuma das mensagens divulgadas à perícia técnica oficial. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: