As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Assassinato de reputação

No grotesco episódio de sua queda, Bebbiano não foi o único perdedor, pois Carlos, Jair Bolsonaro e também o Brasil saíram chamuscados num assassinato de reputação à la Lula, como lembra Tuma Jr.

José Nêumanne

16 de fevereiro de 2019 | 17h49

Na campanha, Bebianno era tido como um dos mais próximos e confiáveis interlocutores de JB17, mas depois ficou inimigo de Carlos e, acusado de mentiroso, está caindo do governo. Foto: Ricardo Moraes/Reuters

O ex-deputado Romeu Tuma Jr., que escreveu o livro Assassinato de Reputações sobre o método de Lula para demolir adversários e fritar aliados inconvenientes e entusiasta de primeira hora de Bolsonaro, acusa presidente de empregar o mesmo no caso Bebianno. E com crueldade. Vai além do ícone do jornalismo J.R. Guzzo, que escreveu tuíte afirmando que se continuar usando ou sendo usado por seu filho, Carlos, JB 17 corre o risco de passar por “banana”. Se gostar deste vídeo, dê um like, inscreva-se no meu canal, clique no sininho para ser avisado dos próximos e compartilhe-o em Twitter e Facebook. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade, e nada mais do que a verdade, nos salvará.

Para ver o vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: