As baixas da covid na guerra política

Média diária em 5 semanas de mil ou mais óbitos mostra que pandemia chegou ao chamado platô, pois parou de subir, mas guerra eleitoral entre presidente, prefeitos e governadores a impedem de descer

José Nêumanne

20 de julho de 2020 | 19h33

Mesmo tendo contraído covid-19, Bolsonaro insiste em reclamar do isolamento social adotado por Estados e municípios e servir de camelô para cloroquina, rejeitada por médicos. Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

O Brasil completou cinco semanas com média diária de mortes pela covid-19 de  mil ou mais. Na última semana foram 1.055 óbitos/doa, segundo dados do levantamento realizado pelo consórcio de veículos da imprensa que reúne Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL. Desde a semana encerrada em 21 de junho, quando a soma dos óbitos dividido por sete deu como resultado 1.039, que os números não saem da escala milenar. No dia 28, ficou em exatamente mil. Na sequência, subiu para 1.035. Nos últimos sete dias até 12 de julho, foram 1.036 mortes. Ou seja, como os especialistas previam, chegamos ao chamado platô, quando as curvas de contágio e óbitos atingem seu pico, só que não baixam e esse tal platô fica no alto. E a culpa por isso é da guerra eleitoral entre o presidente, governadores e prefeitos. Lamentável!

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-200720-direto-ao-assunto

Para ouvir no Blog do Nêumanne clique no link abaixo:

Assuntos para comentário da segunda-feira 20 de julho de 2020:

 1 – Haisem – Brasil completa cinco semanas com média diária de mortes igual ou superior a mil – Esta notícia, dada com destaque na capa do Portal do Estadão, revela uma permanência assustadora do novo coronavírus entre nós. Quais são as causas desse fato, a seu ver

2 – Carolina – Trabalhador enfrenta espera por vaga como entregador de aplicativo – é a manchete de primeira página da edição impressa do Estadão de hoje. O que, na sua opinião, explica esse fenômeno

3 – Haisem – Temor de Moro leva Centrão a apoiar Bolsonaro – é o título de chamada do Estadão na primeira página. O que você acha que essa notícia contém de esclarecimento sobre nosso atual cenário político

4 – Carolina – O que você tem a dizer sobre o entrevero entre o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e o guarda municipal de Santos que o multou por não estar de máscara na praia, conforme determina decreto municipal local

5 – Haisem – O que, a seu ver, justifica a decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia de encaminhar ao procurador-geral da República, Augusto Aras, notícia-crime contra a ministra da Mulher, Família  Direitos Humanos, Damares Alves, por suas declarações sobre pedido para prender governadores e prefeitos que decretaram quarentena no combate à pandemia

6 – Carolina – O que você tem a dizer sobre as manifestações de ontem em Brasília contra isolamento social e a favor do uso da hidroxicloroquina contra a covid-19

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.