As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Anjo paga médico para Queiroz

Coaf identificou recibo de 10,2 mil reais depositados por advogado da famiglia Bolsonaro a urologista que deu entrada de ex-assessor de Flávio Bolsonaro no hospital Albert Einstein para ter coração operado

José Nêumanne

26 de agosto de 2020 | 21h17

Frederick Wassef, vulgo Anjo, pagou urologista que deu entrada de Queiroz no Einstein para que depois o subtenente PM fosse submetido a cirurgia do coração. Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Relatório do Coaf informou que o pretenso advogado da famiglia Bolsonarofez um pagamento de R$ 10,2 mil para o urologista Wladimir Alfer que atende no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Alfer foi o primeiro médico a atender Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na unidade, em dezembro de 2018, quando ele iniciou uma série de exames para o tratamento de câncer no intestino. O documento foi enviado para o Ministério Público Federal no Rio, Ministério Público do Rio e para a Polícia Federal em 15 de julho. Em entrevistas recentes, Wassef negou ter oferecido ajuda financeira a Queiroz. A descoberta acrescenta mais um mistério nessa história cabeludo: por que cardíaco consulta urologista, e não especialista em cardiopatia? Isso é o mínimo a engolir nessa história absurda.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário da quarta-feira 26 de agosto de 2020:

1 – Qual a importância da revelação feita em relatório do Conselho de Atividades Financeiras do Banco Central (Coaf) de que advogado de Bolsonaro, Frederick Wassef, pagou conta de médico do ex-assessor de Flávio, Fabrício Queiroz, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro

2 – O que há de decisivo na informação vazada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro de que quantias de depósitos feitos em dinheiro vivo por funcionários que não trabalhavam na Alerj na conta de Fabrício Queiroz eram similares às de depósitos deste subtenente da PM fluminense em contas pessoais de Flávio Bolsonaro

3 – Por que foi adiado o anúncio do chamado The Big Bang Day, ou seja, da ampliação da Bolsa Família pelo Renda Brasil e dos pacotes de obras do projeto Pro Brasil, apadrinhado pelo chefe da Casa Civil do governo Bolsonaro, general Walter Braga Netto

4 – Alcolumbre e Maia buscam saída jurídica para buscar reeleição – Esta é a manchete da edição impressa do Estadão hoje. O que há de revelador nesta notícia e o que a torna uma típica jabuticaba brasileira, na sua opinião

5 – Como você recebeu a notícia de que o Senado, afinal, aprovou, por unanimidade, a permanência do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, o Fundeb, evitando o esvaziamento dos cofres da instrução pública no País

6 – O que você acha da punição aplicada pelo Superior Tribunal de Justiça no desembargador paulista que humilhou guardas de Santos, chamando-os de analfabeto, porque foi multado por andar sem máscara na praia, contrariando decreto municipal que torna obrigatório uso de máscara

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: