Alucinações da esquerda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alucinações da esquerda

Simpatizantes no exterior, Rússia, China e Turquia tratam como realista delírio de Maduro, que vê no transporte de ajuda humanitária de outros países para Venezuela meio de entrada de militares americanos

José Nêumanne

25 de fevereiro de 2019 | 17h38

Em Pacaraima carregador leva mala da enfermeira venezuelana Edilia Marrero (camiseta rosa) atravessando fronteira da Venezuela. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

As alucinações do ditador bolivariano da Venezuela, Nicolás Maduro, não se limitam mais às conversas que mantém com seu ídolo e inspirador, Hugo Chávez, através do bico de um passarinho. Agora para justificar os tiros de suas tropas e milícias fiéis que provocaram mortes e ferimentos chegou ao extremo de argumentar que Donald Trump planeja invadir seu país usando as carretas com alimentos e remédios que compunham a ajuda humanitária de vários países para seu povo faminto, humilhado e espoliado por um regime brutal e incompetente que levou a economia à falência. O pior é que uma campanha de vários apoiadores de esquerda levam essa narrativa ao paroxismo no exterior.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário da segunda-feira 25 de fevereiro de 2019

1 – Haisem – O que dizer da comemoração feita pela ditadura de Nicolás Maduro por não haver entrado em território venezuelano da ajuda humanitária encaminhada ao sofrido, faminto e humilhado povo venezuelano.

SONORA_MADURO 2502

2 – Carolina – O que justifica declarações do ex-chanceler brasileiro Celso Amorim, atualmente em missão em Genebra, na Suíça, em que critica a posição do governo brasileiro a que serve e a postura “antidemocrática” da oposição venezuelana e defende as fantasias ensandecidas de Nicolás Maduro

3 – Haisem – Por que os partidos de esquerda brasileiros se solidarizam com a ditadura bolivariana da Venezuela, fechando os olhos para a situação desesperadora da população do país, levada à miséria pelo regime

4 – Carolina – Até que ponto a declaração dura do Itamaraty sobre reação do governo venezuelano à entrega da ajuda humanitária fere, como critica a esquerda, a soberania nacional do país vizinho

5 – Haisem – Qual é sua opinião sobre projeto do deputado Campos Machado de proibir lives de deputados e o que levou Jananína Paschoal a pedir a seus apoiadores que não façam manifestações à frente da Assembleia Legislativa de São Paulo

6 – Carolina – Qual a sua posição sobre o projeto do senador Major Olímpio de extinguir o Fundo de Financiamento de Campanha e quais seriam suas chances de vitória no Congresso Nacional

7 – Haisem – A que conclusões é possível chegar neste momento em que se completa um mês do crime cometido contra a humanidade com o arrombamento da represa da Vale do Córrego do Feijão em Brumadinho

8 – Carolina – De que adiantou a tardia e vaga entrevista coletiva do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, para amenizar o tratamento dispensado pelo clube aos familiares dos garotos mortos no incêndio do CT do clube na Vargem Grande, no Rio

SONORA_PRESIDENTE FLAMENGO

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: