Alívio à vista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alívio à vista

Mais empregos, aeroportos privatizados e nota da Moody's são um suspiro rumo ao fim da crise

José Nêumanne

17 Março 2017 | 10h17

Temer atribui boas novas a reformas ainda não aprovadas pelo Congresso Foto Joédson Alves/EFE

Temer atribui boas novas ao sucesso de reformas ainda não aprovadas pelo Congresso Foto Joédson Alves/EFE

O Brasil criou 35.612 empregos com carteira assinada em fevereiro, interrompendo 22 meses consecutivos de perdas de vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), anunciado pelo presidente Michel Temer em pessoa. O fato é mesmo um suspiro, mas aubda não dá para achar que a crise acabou nem atribuí-lo ao êxito das reformas, que, por sinal, não foram aprovadas pelo Congresso. O governo celebrou outras duas alvíssaras: o sucesso dos leilões de privatização de aeroportos e a melhora da expectativa de nota de desempenho pela agência Moody’s. Está tudo muito bom, está tudo muito bem, mas ainda há uma longa e árdua caminhada à frente até um alívio duradouro.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 17 de março de 2017,às 7h10m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul