As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alerj não se emenda

Após ter dado posse a deputados presos, cinco na cadeia e um em casa, e proibida pela Justiça, Alerj introduz jabuti em projeto para agentes socio-educativos para providenciar cela especial e porte de arma para eles

José Nêumanne

12 de abril de 2019 | 06h39

Ninguém deve esperar que os deputados estaduais do Rio aprendam algo de útil com os próprios erros: eles agora se deram cela especial e porte de arma. Foto: Zô Guimarães/Alerj/

Recentemente tomamos conhecimento de que a Alerj, que protagonizou vexames de toda espécie recentemente, se tinha superado com a decisão de dar posse a cinco deputados na prisão e o sexto em casa, onde cumpre pena. A Justiça proibiu, a Casa rebelou-se e recorreu e, enquanto o episódio não é decidido, seus membros resolveram mostrar que vergonha na cara é mesmo um produto em falta na sede, o belo prédio do Palácio Tiradentes: inventou um tipo especial de prisão e deu porte de arma aos deputados nada nobres. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 12 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player