Alcolumbre e Toffoli acobertam Serra

Presidentes do Senado e do STF impediram que Polícia Federal executasse mandado de busca e apreensão em gabinete do senador tucano, embora isso já tivesse sido negado pelo plenário do Supremo

José Nêumanne

22 de julho de 2020 | 20h50

Serra, que foi governador do Estado de São Paulo, prefeito da capital e ministro da Saúde e de Relações Exteriores, é figura de peoa do PSDB e ganhou foro dado por Alcolumbre e Toffoli. Foto: Alex Silva/Estadão

Mandado de busca e apreensão da Polícia Federal e do Ministério Público Federal Eleitoral no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP) foi impedido por obstrução decretada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), com o apoio do presidente do STF, Dias Toffoli, em decisão monocrática no plantão de recesso, contrariando decisão do plenário, segunfo a qual não há foro privilegiado de parlamentar se o crime de que é acusado não tiver sido cometido em exercício do mandato. Esta é mais uma evidência de que os suspeitos, acusados, processados e condenados da elite delinquente nacional estão em estado de união indissolúvel para garantir a impunidade dos criminosos de PT, PSDB, seus satélites e da famiglia Bolsonaro. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.