As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alcolumbre contraria CCJ e cidadão

Agindo como se temesse ter vida devassada por agentes da lei, presidente do Senado desconhece decisão da CCJ, apoiada pela maioria de senadores e do povo, de deixar prender condenados em 2.ª instância

José Nêumanne

11 de dezembro de 2019 | 21h27

Simone Tebet desafiou autoritarismo de Alcolumbre e presidiu duas votações na CCJ do Senado para autorizar prisão de condenados em segunda instância . Foto: Gabriela Biló/Estadão

A CCJ do Senado aprovou projeto de lei que refaz artigo do Código de Processo Penal que desautoriza prisão de condenados em segunda instância. Mas o presidente da Casa, Davi Alcolumbre, prefere tornar essa decisão letra morta para manter acordo com Rodrigo Maia para Câmara votar antes PEC que altera Constituição. E não explica por que as duas não podem tramitar em paralelo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: