As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ainda bem que Mandetta fica

Bolsonaro mostrou na entrevista coletiva com ministros que Mandetta fica, o que é bom, mas, em vez de usar liderança para mobilizar País na guerra ao bacilo, retomou velhas picuinhas com meios de comunicação

José Nêumanne

18 de março de 2020 | 21h53

Na entrevista coletiva de Bolsonaro e ministros, presidente deu recado explícito de que ministro da Saúde continua no comando do combate à covid-19. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Na entrevista coletiva (excelente iniciativa inusitada) em que ele e seus ministros usaram máscaras cirúrgicas, o presidente Jair Bolsonaro deu uma boa nova: o ministro Luiz Henrique Mandetta foi mantido no combate ao novo coronavírus. Outra não foi nada boa: em vez de convocar meios de comunicação para lutarem todos juntos contra o inimigo comum, reabriu sua velha guerra à imprensa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: