Agora é oficial

Agora é oficial

Senado e Câmara atestam à OEA que impeachment com crime não é golpe

José Nêumanne

24 de agosto de 2016 | 09h44

TSE deixa Dilma com o coração na mão

Câmara e Senado sacodem coração de Dilma

O PT foi ao Comitê de Direitos Humanos da OEA buscar lã e saiu tosquiado. Em 10 de agosto, a defesa de Dilma e seus advogados no processo de impeachment denunciaram ao organismo internacional uma queixa de perseguição da polícia, do MPF e da Justiça e ela resultou num pedido de explicações ao Itamaraty. O chanceler José Serra considerou o ofício “besta e malfeito” e o repassou à Câmara, que abriu o processo, e ao Senado, que a afastou do posto para se defender do processo aberto e decretou sua pronúncia. As Casas produziram o documento que faltava para tornar oficial de uma vez a constatação óbvia de que impeachment com crime não é golpe.

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na terça-feira 23 de agosto de 2016, às 18 horas)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.