As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Acabei com a Lava Jato, diz Bolsonaro

Presidente se gaba de ter acabado com operação de combate à corrupção, seu indicado para STF mentiu no currículo, e vendedor de óleo de cobra, cloroquina, para covid, agora comanda República da tubaína

José Nêumanne

09 de outubro de 2020 | 21h00

Presidente do PP de Maluf, senador Ciro Nogueira é avalista do desembargador Kássio, que anabolizou o próprio currículo, contando que fez cursos que universidades citadas não ministram. Foto: Wilton Jr./Estadão

1 – “Acabei com a Lava Jato porque não tem corrupção no meu governo”, confessou em sincericídio o presidente Jair Bolsonaro. 2 – Desembargador Kássio Nunes Marques, indicado pelo presidente para o STF, disse que fez pós-graduação na Universidade de La Coruña, mas a instituição informou que nunca ministrou esse curso. 3 – O capitão cloroquina trocou Olavo de Carvalho e outros apoiadores pela “República da Tubaína”, dirigida pelo Centrão, ao qual ele pertenceu nos tempos de parlamentar do baixísismo clero. E sábado, às 17 horas, teremos entrevista exclusiva de Sérgio Moro no canal. Não perca. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.