Abutres rondam o museu
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Abutres rondam o museu

Em vez de demitirem culpados pelo desleixo que ateou fogo ao Museu Nacional, governo Temer e PSOL no poder na URFJ agarram-se como aves de rapina a seus empregos públicos num cínico conflito de versões

José Nêumanne

05 Setembro 2018 | 07h10

Governo federal e UFRJ entram em conflito sobre verbas tentando salvar seus empregos públicos numa instituição que não tem mais razão de ser. Foto: Fábio Motta/Estadão

Leio o noticiário sobre o descalabro que foi a perda do mais antigo, mais respeitado e mais rico acervo museológico do País, queimado no Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, e agora o pesar, sempre imenso, se soma à preocupação com o futuro. Enquanto o governo federal de políticos oportunistas e a reitoria da UFRJ de revolucionários comunistas do PSOL, PCB, PCdoB e PT entram em conflito estéril a respeito de quem gastou quanto na instituição e tentam garantir as próprias pele e reputação mantendo seus empregos públicos numa restauração impossível e mentirosa. O correto deveria ser demitir os maiores responsáveis e manter o prédio em ruínas para servir de exemplo. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde as 6 horas da quarta-feira 5 de setembro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play