A volta da velha barganha
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A volta da velha barganha

Bezerra Coelho prometeu a Bolsonaro acertar permanência do Coaf sob Moro em troca de refundação de 2 ministérios extintos, exigência do Centrão, mas sem garantia de que plenário aprovará o que foi acertado

José Nêumanne

08 de maio de 2019 | 17h55

Líder do Senado no governo, Coelho incluiu acordo com Bolsonaro para manter Coaf no relatório, mas não garante vitória no plenário. Foto: Waldemir Barreto/Agencia Senado

O líder do governo no Senado, ou, dizendo melhor, o líder do Senado no governo, senador Fernando Bezerra Coelho, convenceu  Jair Bolsonaro a refundar dois ministérios que afundaram na reforma ministerial da austeridade prometida na campanha e tentada no início do atual governo. Foi o preço cobrado pelo Centrão para não mudar o Coaf do Ministério da Justiça de Sérgio Moro para o da Economia de Paulo Guedes. Aparentemente uma mudança insignificante. Na vida real, porém, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que participou do acerto com o presidente, Alcolumbre, Ônyx e o citado senador, recebeu em sua casa os deputados Wellington Roberto e Arthur Maia para conspirar contra a mudança, atendendo à agonia de todos os suspeitos de corrupção, entre os quais todos os citados, menos Bolsonaro.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

1 – Haisem – “Em troca de apoio, Bolsonaro cede e recria 2 ministérios”, registra a manchete do Estado. Vale a pena o presidente negociar a permanência do Coaf no Ministério da Justiça em troca da recriação de pelo menos mais dois ministérios, o das Cidades e o da Integração Nacional

SONORA_BOLSONARO MINISTÉRIOS

2 – Carolina – Que razões o presidente da Comissão Especial para a Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, tem para misturar a guerra pela secretaria-geral de governo e os decretos facilitando portes de armas com esta que deveria ser, segundo ele, a prioridade de Bolsonaro

SONORA_MARCELO RAMOS 0805

3 – Haisem – A alusão à doença degenerativa que obriga o general Eduardo Villas Bôas a se locomover de cadeira de rodas e ainda a ter outras limitações a que Olavo de Carvalho se referiu para responder à nota dele o surpreendeu ou você achou natural

4 – Carolina – O ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno forçou a barra ou foi apenas sincero e realista ao comparar a fritura do general Santos Cruz com sua derrubada na mesma pasta

5 – Haisem – Por que o ex-presidente Temer está protagonizando além da sexta vez réu dois pedidos simultâneos de procuradores para que seja decretada sua prisão e quais são as chances dele de escapar dos dois

6 – Carolina – A revogação da prisão do brasileiro de origem turca  Ali Sapihi pelo ministro do STF Edson Fachin corrige o erro anterior cometido por ele e pelo  vice-procurador-geral da República Luciano Mariz Maia

7 – Haisem – A cassação por um desembargador da liminar concedida por juíza de primeira instância proibindo despesas abusivas na compra de alimentos caros e vinhos importados e premiados duas vezes limpa a imagem do Supremo Tribunal Federal, que fará a despesa, ou não

8 – Carolina – O que houve de inusitado na classificação do Liverpool para a final da Liga dos Campeões da Europa, eliminando o Barcelona, dois dias depois da espetacular vitória do Fluminense sobre o Grêmio em Porto Alegre, para merecer um comentário seu aqui

 

Tendências: