A terceira vala
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A terceira vala

Sem nada em comum a não ser a vala em que os jogou o Ibope, Ciro, Alckmin e Marina tentaram desfraldar a bandeira esfarrapada da terceira via, mas, como não podia deixar de ter sido, tudo não passou de uma piada.

José Nêumanne

26 de setembro de 2018 | 06h40

Ciro fez agenda pública nesta terça-feira em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Foto: AP Photo/Silvia Izquierdo/Divulgação

Não é novidade que Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e Marina Silva despenquem em pesquisas de eleições à Presidência da República. Agora, o trio Derrota à Vista aproveitou-se das críticas à polarização que levou à liderança da disputa os candidatos antilula Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT, preposto de Lula, para desfraldar a bandeira fajuta da “terceira via”, numa tentativa de engabelar o eleitorado com essa lorota de social democracia europeia. O levantamento do Ibope Estadão Globo, contudo, desmanchou a farsa sem nexo em que se misturam candidatos do partido brizolista, dos tucanos e da Rede Sustentabilidade, sem nada em comum a não ser a vala a jogá-los. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 26 de setembro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player