A segunda morte de Eduardo Campos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A segunda morte de Eduardo Campos

Lava Jato prende quadrilha que participou de campanhas de Eduardo Campos

José Nêumanne

21 de junho de 2016 | 21h55

Campos e o jato

Campos e o jato

Imagem de Eduardo Campos sofre profundo abalo com notícia de que, ao investigarem irregularidades na propriedade do jato em que ele morreu em Santos, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal encontraram indícios de fraudes além de ilícitos no financiamento de suas campanhas eleitorais. Sobraram também estilhaços para Marina Silva, que, tida como ilibada, foi candidata a vice em sua chapa e assumiu a candidatura à Presidência depois do acidente que o vitimou. É a segunda vez que a Lava Jato suspeita de um pernambucano morto. O primeiro foi Sérgio Guerra, do PSDB.

(Comentário no Jornal da Gazeta da terça-feira 21 de junho de 2016)

Para ver clique aqui

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.