A mais indefensável desfaçatez da História
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A mais indefensável desfaçatez da História

Empreiteiros não doaram, mas desviaram recursos públicos para o bolso dos 'pais da pátria'

José Nêumanne

08 Março 2017 | 09h37

Delação de Odebrecht não é do fim do mundo, mas do mundo todo Foto Enrique Castro/Reuters

Delação de Odebrecht não é do fim do mundo, mas do mundo todo Foto Enrique Castro/Reuters

“Registro ainda o estupor do relator no TSE da ação do PSDB contra a chapa do PT com o PMDB. Luiz Maklouf de Carvalho contou no Estado que o depoimento de Marcelo Odebrecht deixou Herman Benjamin impressionado “pelo grau de acesso e de domínio que o empresário contou ter ao topo da cadeia de poder”. Na prática, leis foram compradas e as empreiteiras não doaram nada, apenas repassaram recursos públicos para bolsos privados de políticos e agentes públicos. Anistiar caixa 2 só para políticos é a mais indefensável desfaçatez da História6”. Este é o último parágrafo de meu artigo A hedionda anistia ao caixa 2 dos políticos, publicado na página 2 do Estadão desta quarta-feira 8 de março.

Para ler o artigo no Portal do Estadão clique aqui