A geleia geral brasileira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A geleia geral brasileira

Fato de Odebrecht ter doado muito dinheiro a todos os partidos justifica definição de "suruba" por Jucá Caju

José Nêumanne

03 Março 2017 | 09h21

Dilma e Aécio, separados na campanha, juntos nas delações premiadas

Dilma e Aécio, quem diria separados na campanha, mas juntinhos nas delações premiadas

O empreiteiro Marcelo Odebrecht contou ao relator da ação do PSDB contra a chapa Dilma-Temer por abuso de poder econômico na eleição de 2014, o ministro do TSE Herman Benjamin, que deu ao PT, de 2008 a 2014, cerca de R$ 300 milhões. Todo esse dinheiro foi depositado numa conta que era inicialmente acessada pelos ex-ministros da Fazenda nos desgovernos de Lula e Dilma Antonio Palocci e Guido Mantega. Saber que servidores do primeiro escalão pagos pelo público para cuidar da economia do País pegando propina não pode ser algo corriqueiro, que faça parte do banal cotidiano. A geleia geral brasileira é só veneno e Dilma ousa, depois disso, proclamar a própria honestidade. Cáspite!

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 3 de março de 2017, às 7h12m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

Para ouvir Geleia Geral com Gilberto Gil clique aqui