A galinha morta
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A galinha morta

Supersafra de grãos escoa pelo ralo pela falta de asfalto em 100 quilômetros de estradas no Norte

José Nêumanne

03 Março 2017 | 19h21

Fila de caminhões carregados com grãos atolados na estrada no Pará Foto Batalhão de Infantaria de Selva

Fila de caminhões carregados com grãos atolados na BR 163 em Itaituba (PA) Foto Batalhão de Infantaria de Selva

Já houve ferrovias no Brasil, não há mais. Foi tudo ocupado pelo automóvel desde a instalação das montadoras no País no governo de Juscelino Kubitschek. Hoje a malha rodoviária está imprestável, porque o Estado brasileiro não investe um tostão nas vias de escoamento da safra e o resultado é o que se vê no Mato Grosso. Mas não pense que este é o único empecilho ao transporte da supersafra de grãos para o mercado comprador no mundo. Outro perrengue são os portos. Assim que a estrada for desimpedida, os caminhões com cargas de grãos obstruirão o acesso aos portos. E olhe que a safra recorde que está micando é apenas um das muitas outras evidências de que não vai ser fácil dar um jeito no Brasil.

(Comentário no Pauta do Dia da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 3 de março de 2017, às 18h05)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul