As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A fúria do pitbull

Carlos Bolsonaro quer derrubar responsável pela comunicação do governo do pai, Santos Cruz, que se recusou a nomear seu primo próximo Léo Índio, conduzindo uma operação maciça de insultos nas redes sociais

José Nêumanne

06 de maio de 2019 | 22h29

Léo Índio com o primo Carlos Bolsonaro empunhando sua arma mais letal, o I Phone de que dispara dardos venenosos contra inimigos pelas redes sociais. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Furioso porque o general Carlos Alberto Santos Cruz, responsável pela comunicação do governo do pai, não nomeou primo Léo Índio para circular no Palácio do Planalto, Carlos Bolsonaro liderou uma campanha nas redes sociais contra ele com ajuda de Olavo de Carvalho, que motivou nota violenta do ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, contra o “guru” dos Bolsonaros.

Para ver o comentário no Jornal da Gazeta clique aqui