A desfaçatez do PSDB
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A desfaçatez do PSDB

Votação no Senado de projeto de Beber que desfigura Lei da Ficha Limpa em benefício de condenados por corrupção revela mais uma filustria do PSDB desde a traição do eleitor por Aécio no pleito de 2014

José Nêumanne

20 Novembro 2018 | 07h11

Ao votar pelo reajuste do STF e para desfigurar Ficha Lima, Beber mostra verdadeira natureza traiçoeira do PSDB. Foto: Pedro França/Agência Senado

Desde que o candidato do PSDB à Presidência da República em 2014, Aécio Neves, traiu os 50 milhões de votos que teve na disputa perdida para Dilma Rousseff, os tucanos não têm feito outra coisa que não seja decepcionar, frustrar e afrontar o cidadão que via neles uma esperança de alternativa à política de rapina do PT. A última da série de filustrias está para ser praticada nesta terça-feira quando será apresentado à votação no Senado um projeto do catarinense Dalírio Beber que desfigura completamente a única lei de iniciativa popular que vingou, a da Ficha Limpa, diminuindo de 8 para 3 anos a proibição para condenados disputarem cargos públicos, como decidiu há pouco o STF. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 20 de novembro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player