Cota do Centrão na vitória do desgoverno

O rolo compressor do acordão geral, remunerado pelas emendas do relator do orçamento secreto, deu 15 votos a mais do que o mínimo e a emenda constitucional do calote perene passou na Câmara

José Nêumanne

10 de novembro de 2021 | 12h22

Maioria do Centrão fez o que o chefão do bando, Arthur Lira, mandou e aprovou com15 votos além dos três quintos exigidos para emendas à Constituição o calote do desgoverno aos credores da dívida pública. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Após um placar apertado no primeiro turno, 4 acima dos três quintos, o governo obteve uma vitória mais folgada no plenário da Câmara, que aproou, em segundo turno, o texto-base da PEC dos Precatórios, que vai abrir caminho ao pagamento do Auxílio Brasil, turbinado até dezembro de 2022. Os governistas garantiram um placar de 323, 15 a mais, a 172. A proposta adia o pagamento de precatórios (dívidas do governo já reconhecidas pela Justiça) e altera a correção do teto de gastos, a regra que impede que as despesas cresçam em ritmo superior à inflação. As duas mudanças abrem um espaço no Orçamento para o governo ampliar os gastos em 2022, ano eleitoral — o que é criticado por especialistas como uma forma de “contornar” o teto de gastos. Os votantes levaram sua cota em emendas ditas do relator.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na quarta-feira 10 de novembro de 2021

1 – STF veta repasse de verbas por meio de orçamento secreto – Esta é a manchete de primeira página na edição impressa do Estadão em 10 de novembro de 2021. Quais serão as principais consequências dessa notícia na relação entre os três Poderes da República

2 – Lei dos Precatórios – Câmara confirma mudança no teto; Senado deve alterar texto – Este é o título de chamada de primeira página do jornal nesta quarta-feira. Quais são os principais sinais emitidos por mais de dois terços do plenário dos deputados federais que vão interferir no dia-a-dia da economia para o povo brasileiro

3 – A mentira a serviço dos velhacos – Este é o título de seu artigo publicado no Blog do Nêumanne do portal do Estadão que está circulando. Que razões assistem conclusões tão duras a respeito das conclusões da elite política dirigente nesse texto de sua autoria publicado na página de Opinião do Estadão de hoje

4 – STJ acata pedido de Flávio Bolsonaro e anula investigação – Este é o título de chamada de primeira página do Estadão do dia. Quais foram as bases jurídicas da decisão do Superior Tribunal de Justiça que anulou todas as provas de um minucioso trabalho de investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro acusando o primogênito do presidente da República da prática de crimes graves como peculato, corrupção e organização criminosa

5 – Moro foca na presidência e amplia o discurso para além do combate à corrupção – Este é o título de chamada de primeira página do portal do Estadão que circula no momento. Que comentários você tem a fazer sobre essa notícia

6 – “Hoje eu tenho 10% de mim dentro do Supremo”, afirmou Bolsonaro – Este é o título de notícia da Editoria de Política do jornal do dia. O que você acha que o presidente da República quis dizer com isso

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.