A carteirada de Lewandowski
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A carteirada de Lewandowski

Ao mandar subordinado do STF manter advogado Cristiano Acioly em cárcere privado no avião de carreira em que ambos viajavam para Brasília, ministro do STF Lewandowski cometeu crime infame

José Nêumanne

05 Dezembro 2018 | 11h22

Lewandowski delinquiu ao manter advogado que o interpelou em cárcere privado no voo em que ambos foram para Brasília. Foto: Adriano Machado/Reuters

Ainda sobre a carteirada autoritária, arrogante e estúpida do ministro do STF Ricardo Lewandowski, que não suportou ouvir um companheiro de voo para Brasília, o advogado Cristiano Caiado de Accioly, de 39 anos, lhe dizer que o STF é uma vergonha e que, como brasileiro, se sente envergonhado com a instituição, resta perguntar se neste Brasil que se pretende democrático, um “técnico” do Judiciário pode manter sob coação um cidadão que não cometeu crime algum, além do de dizer uma verdade. O falastrão do Raul Jungmann não vai falar nada? A OAB ficará calada? Os outros ministros do STF se sentem defendidos pelo colega arbitrário? Vivemos um Estado de Direito de faz de conta? Se gostou deste vídeo, por favor, dê um like, inscreva-se no meu canal, clique no sininho para ser avisado quando gravar e publicar os próximos e me procure sempre no Blog do Nêumanne, Política, Estadão (https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/) e no site Estação Nêumanne (www.neumanne.com); de segunda a sexta-feiras, às 6 horas, no Estadão Notícias do Portal do Estadão; e, às 7h30m, no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado (eldorado@estadao.com.net); e esporadicamente no Estadão às 5 aqui mesmo no YouTube. Direto ao assunto, inté e Deus é mais!

Para ver o vídeo do Youtube clique aqui