A Bahia e a Petrobrás

A Bahia e a Petrobrás

Odebrecht pode ser elo oculto que denunciará os chefões da quadrilha do petrolão

José Nêumanne

21 de julho de 2016 | 09h10

marcelodeb.jpgr

Odebrecht encurralado

Como canta Gil em Aquele Abraço, a Bahia é que deu “régua e compasso” no assalto à Petrobrás, como Gabrielli, Santana, Mônica e Odebrecht. Agora é noticiado que o marqueteiro já assinou sua proposta de delação premiada. E Marcelo Odebrecht, cuja colaboração com a Justiça foi facilitada por ter ele abdicado de pedir liberdade de novo, foi denunciado ao juiz Sergio Moro pelo gerente de RH da empreiteira, Marcos Sabiá, que disse que o preso da Lava Jato e seu patrão se comunicava direta e permanentemente com o encarregado da “diretoria de propinas”, Hilberto Mascarenhas da Silva Filho.

(Comentário no Estadão no AR da Rádio Estadão – FM 92l9 – na quinta-feira 21 de agosto de 2016, às 7h10m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.