40 anos de mentiras de Battisti

40 anos de mentiras de Battisti

"Ativismo" é farsa para mascarar brutal assassino italiano de cidadãos pacatos e comuns, pelo prazer cruel de matar e ver vítima sangrar, à qual se associam idiotas úteis da esquerda

José Nêumanne

15 de janeiro de 2019 | 16h50

Preso na Bolívia, mandado de volta para prisão na Itália, Battisti mantém a mesma facies cínica. Foto: Ettore Ferrari/EFE

Artigo brilhante do jurista Walter Maierovitch no Estadão  de hoje desmente 40 anos de mentiras sobre facínora italiano Cesare Battisti desde sua fuga da cadeia na Itália e passou a percorrer o mundo foragido até encontrar abrigo sob os auspícios dos petistas Tarso Genro e Lula e de um grupo que o sustenta em nome de ideais que nada têm a ver com os crimes que praticou de forma bárbara contra cidadãos de baixa renda – um pequeno açougueiro, um motorista de carros de transportar presos, um agente penitenciário e um joalheiro de periferia – pelo simples prazer de matar e ver o sangue jorrar. Condenado por 60 juízes na Itália governada pelo esquerdista Sandro Pertini, sobreviveu de mentiras que conta e são repetidas por gente como o ministro do STF Barroso, o abonadíssimo advogado Greenhalgh e o milionário metido a benemérito Suplicy. Doses cavalares de cinismo.  Leia: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,analise-cesare-battisti-uma-fraude-ambulante,70002679602 . Se gostar deste vídeo, dê um like, inscreva-se no meu canal e o compartilhe em Twitter e Facebook. Direto ao Assunto. Inté. E Deus é mais!

Para ver o vídeo no YouTube clique aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.