As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Inquérito sem fim

Delegado da PF amigo de Pimentel do PT pede mais 90 dias para terminar inquérito sobre atentado político de Adélio Bispo contra liberdade do cidadão brasileiro de escolher quem quiser para Presidência da República

José Nêumanne

25 de abril de 2019 | 10h22

Por que até agora Bolsonaro e Moro não trocaram delegado que não consegue concluir caso mais fácil de resolver da história da PF? Foto: EFE

Adélio Bispo de Oliveira no então candidato favorito e hoje presidente da República, Jair Bolsonaro. É absurdo que o delegado encarregado do caso, Rodrigo Morais Fernandes, esteja alegando a realização de exames periciais e a análise das redes sociais do autor do atentado, como se estivéssemos no dia posterior ao fato. Trata-se de um gravíssimo crime político, pois o esfaqueador agiu contra o direito do cidadão brasileiro de escolher quem quiser para a Presidência.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário da quinta-feira 25 de abril de 2019

1 – Haisem – Qual é sua opinião sobre mais um pedido de adiamento de prazo do inquérito da Polícia Federal para descobrir se havia mais gente mancomunada com Adélio Bispo de Oliveira, que tentou matar Bolsonaro em Juiz de Fora em 7 de setembro na reta final da campanha eleitoral

2 – Carolina – Será o caso de pedir a ajuda do VAR para descobrir quem, afinal, foi o senador que tentou fraudar a eleição para a presidência do Senado dois meses e meio depois do fato

3 – Haisem – Você se surpreendeu com a humildade do presidente Jair Bolsonaro ao agradecer publicamente ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pela vitória do governo na aprovação do relatório da Reforma da Previdência anteontem pelo folgado placar de 48 a 18 na Comissão de Constituição e Justiça da Casa

SONORA_BOLSONARO 2504

4 – Carolina – O que lhe parece que Rodrigo Maia pretende com essa pregação pela aceleração da votação da reforma da Previdência, de interesse do governo de Bolsonaro, com quem há pouco tempo ele andou se estranhando

SONORA_MAIA 2504

5 – Haisem – O que você acha da vaquinha anunciada pelos devotos de Lula para colaboradores o ajudarem a pagar a multa que lhe foi imposta no julgamento de anteontem no Superior Tribunal de Justiça

6 – Carolina – Você acha que o prazo de oito dias dado pelo juiz Antônio Bonat, substituto definitivo de Sérgio Moro na 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba, pode ser uma forma de acelerar o julgamento da segunda instância do processo sobre supostas despesas no sítio que o Ministério Público lhe atribui em Atibaia e, com isso, impedir que a defesa peça passagem do réu para prisão semiaberta

7 – Haisem – O que você acha que o ministro Marco Aurélio de Mello quis dizer quando afirmou que tem dúvidas sobre se Lula cometeu, ou não, os dois crimes pelos quais foi condenado definitivamente pelo STJ

8 – Carolina – Quem é seu entrevistado da semana no Blog do Nêumanne e o que ele traz de novo para a guerra política travada no Brasil atualmente

 

Tendências: