As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nota sem pesar

Comando militar do Leste reage como se fosse mero erro de rotina de 12 policiais, que fuzilaram sem nenhum motivo aparente um músico que dirigia carro com família rumo a um chá de bebê no subúrbio do Rio

José Nêumanne

09 de abril de 2019 | 07h16

Comando do Exército trata desespero de Luciana Nogueira, viúva do músico executado por 12 responsáveis pelo patrulhamento da Vila Militar, sem pesar nem solidariedade. Foto Wilton Júnior/Estadão

Escapa à compreensão humana entender o que pode ter levado 12 militares a executarem o músico Evaldo Santos Rosa em Guadalupe, na zona norte do Rio de Janeiro, quando ele levava a família para um chá de bebê pelas circunstâncias inteiramente gratuitas da tragédia. É também surpreendente e chocante a falta de qualquer sentimento de pesar e solidariedade nas notas oficiais emitidas pelo comando militar do Leste tratando uma atitude injustificável como esta como se tivesse sido rotineiro erro operacional. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira da terça-feira 9 de abril de 2019.

 

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player