A Guerra Fria terminou mais um pouquinho

Marcos Guterman

17 de setembro de 2009 | 16h13

O presidente dos EUA, Barack Obama, decidiu encerrar o projeto de instalação de um escudo antimísseis no Leste Europeu.Segundo informações preliminares, o suposto risco de um ataque de mísseis iranianos não justifica o projeto, ao contrário do que pensava a administração Bush. Na verdade, porém, o escudo sempre foi uma maneira de conter a Rússia, e nisso Bush apenas seguiu um projeto muito mais antigo, que começou no governo Reagan e foi mantido até pelo democrata Bill Clinton.

O escudo era uma forma de desequilibrar o jogo nuclear a favor dos EUA, uma vez que o mecanismo acabava com o princípio da Destruição Mútua Assegurada (MAD, na apropriada sigla em inglês), que regeu as relações entre EUA e URSS na Guerra Fria.

Ao reduzir o projeto, Obama sinaliza uma interessante abertura à Rússia. Por outro lado, deverá atrair ainda mais a ira dos conservadores americanos. Nova tempestade à vista nos jardins da Casa Branca.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.