"Sexting" vira epidemia nos EUA

Marcos Guterman

16 de abril de 2009 | 01h29


Adolescente e seu celular: narcisismo digital

O “sexting” (junção de sex e texting) é uma diversão criada por adolescentes americanos, que enviam fotos de si mesmos, nus ou seminus, pelo celular. Tornou-se algo próximo de uma epidemia – pesquisa indica que 20% deles já fizeram isso alguma vez – e vários Estados começam a estudar uma legislação específica.

Por enquanto, os adolescentes podem ser processados sob acusação de crime sexual e pornografia. Mas isso pode mudar – afinal, o envio das fotos é consentido.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.