Sem dinheiro, sem estresse

Marcos Guterman

02 de dezembro de 2009 | 00h13


Boyle faz uma pausa em sua vida primitiva

Mark Boyle, um empresário britânico, diz que se desfez de todos os seus bens para viver uma vida sem dinheiro. A única propriedade que manteve, segundo ele, foi um pequeno terreno, onde mora e planta o que come. Resultado: acabaram-se suas preocupações.

“Tem sido maravilhoso. Nunca percebi o quanto de estresse e preocupações o dinheiro havia trazido para a minha vida. Agora estou livre disso”, declarou Boyle, que perdeu a namorada por causa de sua decisão.

Mas ele parece não se importar: “Percebi que o único meio de vida sustentável seria abrir mão do dinheiro e me reconectar com a natureza”.

Foto Mark Boyle

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.