Salário de fome em Wall Street

Marcos Guterman

05 de fevereiro de 2009 | 01h24

“Isso é muito draconiano. US$ 500 mil não é muito dinheiro, sobretudo se não houver bônus.”

JAMES F. REDA, consultor do mercado financeiro americano, sobre a decisão do presidente Obama de limitar em US$ 500 mil anuais a remuneração dos altos executivos das empresas socorridas pelo governo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.