Revolução no banheiro feminino

Marcos Guterman

04 de março de 2012 | 10h00

As mulheres chinesas iniciaram um movimento pela igualdade na fila do banheiro público, informa a Economist. Elas reclamam que esperam muito mais tempo que os homens para conseguir usar os banheiros e sugerem uma mudança de concepção: que os banheiros femininos sejam maiores que os masculinos – o dobro seria o ideal.

Nos EUA, informa a revista, mais de 20 Estados têm leis que procuram contornar o problema da espera feminina, fazendo com que os banheiros públicos comportem mais usuárias. Hong Kong acaba de propor norma semelhante.

Para a Economist, os homens, que se entediam quando têm de esperar a mulher voltar do banheiro, certamente vão apoiar esse movimento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: